Sobre

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA

Proponentes do grupo

O grupo tem uma constituição interdepartamental, envolvendo professores do Departamento de Psicologia Educacional e do Departamento de Ciências Sociais na Educação. Pertencem ao primeiro departamento as Profas Dras Ana Archangelo, Ângela Soligo,  Regina Maria de Souza e Lilian Cristine Ribeiro Nascimento; e, ao segundo, a Profa Dra Gabriela Guarnieri de Campos Tebet.
 

Descrição do grupo

O Grupo de Estudos e Pesquisa Diferenças e Subjetividades em Educação surgiu em agosto de 2005, a partir de afinidade teórica e empírica de alguns docentes da Faculdade de Educação, e de crescente demanda de discentes interessados na investigação e no aprofundamento conceitual relacionados aos vários aspectos que envolvem as situações de convivência com as diferenças e produção de subjetividades nos processos educacionais e pedagógicos.

Objetivo geral

Produzir conhecimentos na transversalidade de campos de saberes que tenham como perspectiva a condição humana, em especial, a partir da formação de seus atuais componentes, com a Filosofia, a Sociologia, a Psicologia Social, a Psicanálise e a Lingüística.

Objetivos específicos

  • Criar possibilidades para analisar e problematizar a formação de professores, levando em consideração a ética como diferença nos processos de atuação no campo educacional; 
  • Realizar análise genealógica das produções históricas das diferenças; 
  • Investigar as múltiplas faces constitutivas dos distintos traços de diferença (surdez, deficiências, cor de pele, sexualidade, gênero, modos de aprendizagem, infância, adolescência, dentre outros), as tensões que produzem e nas quais se reproduzem, estruturam-se e configuram suas dinâmicas; 
  • Pesquisar os processos psíquicos que atualizam e nomeiam tais tensões;
  • Examinar filosoficamente os processos de constituição de subjetividades, tomando a diferença como principal categoria, assim como analisar a constituição de uma filosofia da diferença.

Do ponto de vista formal, o grupo está providenciando seu cadastramento junto às instâncias competentes da UNICAMP e ao CNPq. Todavia, o trabalho acadêmico entre os proponentes deste grupo vem se constituindo há alguns anos, conforme será apresentado a seguir.

Propostas gerais de atuação

A partir da preocupação central de sistematizar a reflexão sobre o que a Filosofia, a Psicologia Social e a Psicanálise têm a dizer sobre as dinâmicas atuantes nos sujeitos e instituições que, diariamente, criam e/ou reproduzem estratégias de enfrentamento das diferenças, o grupo se propõe a proporcionar a seus membros, além das atividades de pesquisa que os nucleia:
• Grupo de Estudos
• Orientações de Trabalhos de Conclusão de Curso, Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado
• Participação na oferta e orientação de atividades extracurriculares, inclusive de estágios conforme possibilidade de participação no programa de estágios da Faculdade de Educação.
• Publicações em conjunto
• Projetos de Extensão voltados, em especial, para a formação de profissionais em educação, oportunizando momentos, ao grupo e aos estudantes, para pensar as possibilidades de reinvenção das práticas e do cotidiano escolar a partir das diferenças que o constitui.

Atividades de Ensino

  1. Graduação

O grupo manterá a apresentação do Núcleo Temático Diversidade, Educação e Escola (NT), conforme ementas do NT e de suas disciplinas:

Ementa do Núcleo Temático

Colocar sob análise as práticas sociais e os discursos sobre diversidade, identidade e inclusão, bem como seus múltiplos efeitos na tecedura do cotidiano escolar e da prática pedagógica. Nesta medida, o Núcleo se propõe a aprofundar pressupostos teóricos e experiências que conduzam o aluno a vivenciar e avaliar criticamente a realidade educacional, de modo a construir uma visão democrática e transformadora das relações sociais, dentro e fora da escola.

Disciplinas que compõem o Núcleo Temático

EP529 - Educação de Surdos e Língua de Sinais

A disciplina terá como objetivo oferecer ao futuro professor noções básicas da língua brasileira de sinais, revistar sua origem histórica, gramática e importância na educação de pessoas surdas.

EP408 – Imagens do outro: Educação cultura e alteridade

A disciplina propõe a reflexão do cotidiano como produto e produtor de imagens relativas à s relações vividas e experienciadas por sujeitos sociais diverso. Nesse sentido, põe em debate a questão da alteridade e de suas múltiplas linguagens, expressas pela cultura no interior de um campo de poder através de formas sociais de exclusão e resistência.

EP409 – Ética e diversidade

Esta disciplina objetiva levar alunos a compreender o princípio do respeito à diversidade como pressuposto ético essencial para a atuação docente em uma escola que se pretende democrática e inclusiva. Além disso, objetiva instrumentalizar os profissionais da educação para que trabalhem com diferentes metodologias de ensino, coerentes com o respeito à diversidade física, ideológica, psíquica, étnico-cultural e sócio-econômica presentes no cotidiano escolar.

EP503 – Lingua(gem), poder e práticas educacionais

A partir do estudo das relações entre lingua(gem), conhecimento e poder, e do necessário retorno à história das idéias, serão analisadas diferentes inscrições discursivas a respeito dos chamados “alunos com necessidades especiais” e os efeitos de tais discursos sobre três campos: o da identidade das pessoas assim rotuladas, o da construção de distintos projetos inclusivos e o da prática pedagógica

  1. Pós-graduação

Stricto senso: Serão realizadas através das APPs e de Seminários ( FE 190, 191, 192, 193, 194 e 195). Os profs drs Sílvio Gallo e Regina Maria de Souza ministram duas APPs em conjunto: uma para alunos de mestrado e outro para doutorado.

Atividades de integração entre graduação e pós-graduação

O grupo se propõe a, no segundo semestre de 2006, produzir um conjunto de eventos acadêmicos com pesquisadores de outras universidades inserindo-os na linha de projetos financiados de ensino, o que integraria as atividades de alunos da graduação e da pós-graduação em torno do tema que une o grupo: a produção histórica das diferenças, seus reflexos sobre o sujeito, os mecanismos de repetição e de produção de novas formas de relação com a alteridade em educação. Como conseqüência de tais iniciativas, o grupo pretende organizar um livro e/ou um dossiê que reflita as elaborações acadêmicas realizadas nesses momentos de dialogia com estudantes e pesquisadores convidados.

Atividades de Extensão

  • Curso de Extensão Comunitária: Português para jovens e adultos surdos: Ler e escrever nasegunda língua. Esse curso ocorre aos sábados na faculdade de educação
  • PIBID

 

Participações externas em associações científicas e outros grupos de pesquisa

Profa. Ana Archangelo: filiada à ANPED; filiada à APCS – Association for the Psychoanalysis of Culture and Society.

Profa. Ângela Soligo: membro do GT do Ensino Fundamental do Fórum Paulista de Formação de Professores; filiada à ABRAPEE – Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional; filiada à ABEP – Associação Brasileira de Ensino de Psicologia.

Prof. Regina Maria de Souza: membro do GT Linguagem e Surdez da Associação Nacional de Pós-graduação em Letras e Lingüística.

Prof. Sílvio Gallo: filiado à ANPEd, junto ao GT Filosofia da Educação (responsável por sua coordenação no biênio 2005-2006), e à ANPOF, junto ao GT Ensino de Filosofia.

Professores externos à Unicamp que desenvolvem colaborações com docentes do grupo e que podem ser convidados para colaboração direta com o grupo

Prof. Dr. Walter Kohan – Núcleo de Estudos Filosóficos sobre Infância - UERJ;
Profa. Dra. Marisa Lopes da Rocha – Depto. de Psicologia Social e Institucional - UERJ;
Prof. Dr. Walter Matias Lima – Núcleo de Pesquisas em Ética e Ensino de Filosofia - UFAL;
Prof. Dr. Márcio Aparecido Mariguela - Professor de História da Filosofia Contemporânea (Faculdade de Ciências Humanas - Unimep) e Psicanalista Membro da Escola de Psicanálise de Campinas;
Prof. Dr. Márcio Danelon – Faculdade de Educação - UFU